o que é peeling de diamante

O que é peeling de diamante? Conheça o procedimento aqui

Você sabe o que é peeling de diamante?

O peeling de diamante é um dos tratamentos de estética mais famosos, capaz de proporcionar uma série de benefícios para a aparência e aspecto da pele. Ao contrário do que as pessoas pensam, o peeling de diamante pode beneficiar não só o rosto, mas também outras partes do corpo.

Saiba mais sobre esse procedimento, conheça suas indicações, antes e depois, cuidados, contraindicações e preço:

O que é peeling de diamante?

O peeling, do inglês “to peel”, descamar ou descascar, é um procedimento que realiza a renovação das células da pele por meio de descamação controlada por meio de substâncias químicas ou métodos físicos como o peeling de diamante.

Também chamado de microdermoabrasão, o peeling de diamante é um procedimento de estética baseado na esfoliação da pele e na remoção das células mortas presentes em camadas mais superficiais.

É um tratamento não invasivo e capaz de rejuvenescer a pele através do estímulo da produção de colágeno e elastina, que tendem a diminuir com o tempo e levar ao aparecimento de rugas e linhas de expressão.

Dos tipos de peeling, o de diamante é considerado o menos agressivo para a pele, considerando que a sua técnica é baseada na realização de um vácuo e esfoliação da camada superficial.

Considerando o protocolo e a ação do peeling na pele, o procedimento é indicado para uma série de tratamentos. A técnica também é indolor, o que favorece a adesão pelo paciente.

Além do rosto, o peeling de diamante pode ser feito em outras partes do corpo com o objetivo de rejuvenescimento e tratamento de manchas, como pescoço, colo e mãos.

O procedimento deve ser orientado por um dermatologista, podendo ser feito por esse procedimento, por um fisioterapeuta dermatofuncional ou esteticista.

peeling de diamante

Como funciona o peeling de diamante?

Antes de tudo, o profissional responsável pelo peeling de diamante deve fazer a higienização da pele.

Feito isso, o equipamento específico é aplicado no local que irá ser tratado, utilizando movimentos em linha ou circulares. A esfoliação é feita na pele por uma caneta com lixa diamantada em sua ponta. É por essa estrutura que a ponteira da caneta é rígida, sendo capaz de promover o lixamento da região.

Quanto ao equipamento, existem diferentes tipos de ponteiras, com a escolha dependendo de acordo com o problema que será tratado.

Por meio do uso de uma caneta com uma lixa diamantada, são aspiradas as impurezas presentes na primeira camada da pele, ajudando assim na penetração de ativos presentes em produtos dermatológicos, como séruns e cremes.

Vale ressaltar que para não irritar ou lesionar a pele, o deslizamento da caneta deve ser feito de forma lenta e suave. O indicado é que sejam feitos de 2 a 3 movimentos sobre a mesma região, utilizando uma pressão moderada, podendo ser percebido a pressão do vácuo sobre a pele.

O peeling pode ser feito de forma isolada ou em meio a uma limpeza de pele profunda, fazendo o papel de uma esfoliação manual com produtos cosméticos. Por conta disso, a técnica é muito indicada em peles oleosas ou acneicas.

Quanto tempo dura o procedimento?

O tempo de duração do peeling de diamante varia quanto às características da pele do paciente e de suas necessidades para com o tratamento.

O procedimento pode ser realizado 1 vez por mês, pela realização e acompanhamento do especialista. Para que seja alcançado um resultado satisfatório, podem ser indicadas de 2 a 5 sessões.

Dependendo do estado da área tratada, o intervalo indicado entre cada sessão é de 15 a 30 dias para que a pele possa se recuperar totalmente antes de se submeter novamente ao tratamento.

As sessões do tratamento tendem a durar de 15 a 30 minutos.

O que é peeling de diamante, antes e depois

Uma vez que o paciente recorrer ao peeling de diamante será beneficiado por rejuvenescimento facial significativo.

Por meio da técnica, será possível suavizar rugas, linhas de expressão e a flacidez resultante do avanço da idade. Por meio do estímulo da produção de colágeno almejado, há o ganho de mais firmeza da pele e o clareamento de manchas.

Entre os demais benefícios da técnica, estão:

  • Remoção de células envelhecidas;
  • Estímulo da renovação da primeira camada da pele;
  • Estímulo da produção de colágeno;
  • Mais hidratação;
  • Tratamento cicatrizes de acne;
  • Tratamento de manchas superficiais;
  • Diminuição dos poros dilatados;
  • Suavização rugas e linhas de expressão;
  • Diminuição de estrias;
  • Redução da oleosidade da pele – sendo a indicação para partes acneicas.

Por fim, o resultado é uma pele mais bonita, lisinha, macia e com aparência saudável.

Quanto a técnica, se destaca entre as demais por ser indolor, rápida e não haver liberação de pó, já que as partículas soltas da pele são armazenadas na válvula de escape que trabalha associada à ponteira de diamante.

Os resultados já podem ser percebidos após a terceira sessão. Os efeitos da técnica podem ainda ficarem mais visíveis se associados ao peeling químico, em que nesse contexto podem ser percebidos logo após a primeira sessão.

antes e depois peeling de diamante

Peeling de diamante antes e depois, quais os cuidados?

O peeling de diamante pode ser realizado em qualquer época do ano, já que ao contrário do químico, possui uma ação mais superficial. Contudo, ele é mais indicado em períodos de temperaturas amenas, tal como outono ou inverno.

É importante que antes e depois do procedimento, se siga as orientações e cuidados passados pelo especialista.

Antes do procedimento o recomendado é evitar a exposição ao sol, além de evitar a realização de outros procedimentos estéticos, como peeling químico, por atingir o procedimento de forma profunda, e o preenchimento, já que exige um tempo considerável de recuperação.

Assim sendo, se evita lesões na pele e cicatrizes que podem comprometer a pele permanentemente.

Ainda na preparação para o peeling de diamante, o dermatologista irá indicar uma rotina de skincare ao paciente e o uso de cremes hidratantes específicos. A suspensão do uso de ácidos, como o retinóico, de 24 a 48 horas, também é indicado.

Já quanto a recuperação do procedimento, mesmo que não se exija muito, os cuidados são decisivos para o sucesso do tratamento, são eles:

  • Uso de água termal para acalmar a pele;
  • Evitar exposição ao sol;
  • Uso de barreiras físicas para o sol, como chapéus e bonés;
  • Uso diário do protetor solar – com no mínimo 50 FPS e proteção contra raios UVA e UVB e reaplicação de 4 em 4 horas;
  • Optar por cremes de rosto e maquiagem que possuam fator de proteção solar do mesmo produto;
  • Preferir maquiagens hipoalergênicas – já que possuem menor probabilidade de irritar a pele;
  • Uso de sabonete neutro por ao menos 1 semana;
  • Hidratação da pele por produtos recomendados pelo médico;
  • Uso de máscaras hidratantes com vitamina C, E ou ácido hialurônico – para a nutrição da pele, e evitar manchas e irritação;
  • Optar apenas por produtos cosméticos indicados pelo dermatologista, manipulados de acordo com as necessidades;
  • Retomar o uso de ácidos somente após 7 dias – já que a pele estará sensível.

Caso não tomados os cuidados necessários, o paciente fica suscetível a alguns riscos, tal como o aparecimento de manchas, claras ou escuras, o aparecimento de cicatrizes, pontos de sangramentos e lesões.

Contraindicações

Assim como demais procedimentos estéticos, o procedimento possui as suas contraindicações, que devem ser consideradas antes do paciente se submeter a sessão, por meio de uma avaliação prévia feita pelo dermatologista.

Entre as contraindicações do procedimento estão:

  • Pessoas com pele muito sensível;
  • Peles inflamadas;
  • Diabetes;
  • Presença de herpes;
  • Acnes graves, de graus II, III ou IV – devendo-se esperar a cicatrização da pele;
  • Rosácea;
  • Alterações na pele – como quelóides ou verrugas;
  • Infecções;
  • Cicatrizes na pele;
  • Ferida aberta;
  • Pele sensível;
  • Reumatismo inflamatório;
  • Fragilidade da pele;
  • Tumor;
  • Lesão pré-cancerígena ou já cancerígena.

Gestantes podem se submeter ao tratamento, contudo, é necessário que tenham indicação médica para se submeterem a técnica.

peeling diamante

Peeling de diamante ou peeling de cristal, qual a diferença?

Mesmo sendo procedimentos de abordagens semelhantes, esses dois tipos de peeling se diferenciam em alguns aspectos.

Enquanto no peeling de diamante a abrasão da pele é feita por uma caneta e lixa diamantada, no peeling de cristal há a aplicação de uma ponteira com cristais de óxido de alumínio, realizando vácuo pelo aparelho.

Ambas as técnicas proporcionam os mesmos benefícios e possuem a mesma eficácia.

Quanto custa o peeling de diamante?

O preço do peeling de diamante varia de acordo com o número de sessões realizadas, além dos cosméticos ou demais técnicas associadas.

Aqui na Hamonir, você pode se beneficiar de uma sessão de peeling por um preço acessível e que cabe no seu bolso, sendo:

Peeling de Diamante + máscara de ouro: em 12x de R$12,50 sem juros no Cartão

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *