micropigmentação capilar

Micropigmentação capilar: o que é, como funciona e preço

A micropigmentação capilar é um dos principais tipos de tratamento da calvície, atuando melhorando a estética do couro cabeludo e melhorando a autoestima do paciente.

Veja neste artigo como funciona a técnica, indicações, benefícios, antes e depois, contraindicações e quanto custa?

O que é calvície?

A calvície ou alopecia, é um problema que afeta desde homens e mulheres, e está associado a queda de cabelo exagerada com o tempo, podendo resultar em sua perda total e no comprometimento da estética capilar.

Essa queda capilar pode ser transitória ou definitiva, e pode afetar os cabelos e os pelos, além de poder se classificar como local, regional ou total, dependendo de sua gravidade.

Pela falta dos fios de cabelo, há o comprometimento significativo na autoestima e autoconfiança.

A calvície tende a ser mais suscetível em homens, uma vez que a queda de cabelos está relacionada à presença dos hormônios sexuais masculinos, principalmente a testosterona.

Considerando que mulheres também possuem esse hormônio, só que em menores quantidades, os casos de calvície são raros, e quando ocorre, a perda não é expressiva. Por conta dos hormônios masculinos, pode-se ser percebido o enfraquecimento dos folículos (bulbos) capilares e a aceleração da queda definitiva.

Entre os fatores de risco para a alopecia podemos citar: hereditariedade, estresse, ansiedade, má alimentação, uso de produtos inadequados no couro cabeludo, certos medicamentos, infecções provocadas por fungos ou bactérias e hábitos compulsivos de arrancar os fios.

A calvície temporária, por sua vez, tende está relacionada a tratamentos de quimioterapia e ao pós-parto. Nesses casos, a perda dos cabelos tende a ser mais intensa, mas o cabelo volta a crescer com o tempo.

pigmentação capilar

O que é micropigmentação capilar?

A micropigmentação capilar é um tratamento dos tipos de tratamento da calvície, se destacando por não ser uma das cirurgias invasivas.

Por meio dessa técnica, é feita uma simulação de crescimento capilar, sendo possível haver a redução dos efeitos da alopecia.

A eficiência da técnica possui relação com a evolução do pontilhismo tridimensional, em que há a aplicação de 20 mil micropontos na camada superficial da derme.

Com a percepção e valorização de seus benefícios, o procedimento está sendo cada vez mais procurado nas clínicas de estética.

A micropigmentação capilar pode ser feita por um micropigmentador, por um terapeuta capilar ou tricologista, formado em um curso específico.

 

Como funciona a micropigmentação capilar?

Para que haja a pigmentação do couro cabeludo, o profissional responsável faz o uso de microagulhas, que serão usadas após a demarcação da linha frontal para a valorização da estética facial.

É por meio das microagulhas que o profissional aplica uma espécie de tinta escura, que irá pigmentar o cabelo com uma tinta. Mesmo que a técnica seja comumente confundida como tatuagem, ela só atua na camada mais superficial da pele, a camuflando.

Graças ao efeito de camuflagem, é possível criar a impressão de que o indivíduo possui mais cabelo. Assim sendo, para um melhor efeito estético, é captada a coloração natural do cabelo, e o profissional avalia se será necessário cortar o cabelo do paciente ou não.

A reprodução dos fios é feita com materiais de última tecnologia. As agulhas utilizadas nas perfurações possuem uma espessura média de 70 microns (µ) – cerca de 0,07 mm.

Quanto tempo dura o tratamento

Quanto tempo dura o tratamento?

Para que haja um bom resultado, vale ressaltar a necessidade de mais de uma etapa do procedimento, fazendo com que o tempo do tratamento varie de acordo com o número de sessões necessárias.

Normalmente, o tempo necessário para a aplicação fica em torno de 4 horas.

É necessário que sejam feitos intervalos de 20 dias entre as sessões, visando a maior segurança no tratamento e prezando pela saúde do paciente. Os retoques podem ser feitos de 4 a 5 anos.

A micropigmentação capilar pode ser removida?

Caso a micropigmentação capilar não atinja resultados segundo as expectativas do paciente, ele pode recorrer a remoção da pigmentação feita.

Uma das alternativas é feita por meio do uso de laser, em que ele será concentrado em cada depósito de pigmento. Por conseguinte, os pigmentos serão rompidos por conta do calor emitido focado em seu centro.

Inicialmente o processo irá deixar marcas esbranquiçadas na cabeça do paciente, que serão substituídas por outras marcas mais avermelhadas. Após cerca de algumas semanas é possível que o couro cabeludo se recupere totalmente e volte a sua coloração natural.

Caso apenas uma sessão não seja suficiente para a remoção da micropigmentação capilar, é necessário aguardar cerca de 6 semanas para que o paciente se submeta a uma nova sessão.

A remoção da micropigmentação capilar tende a ser um processo mais trabalhoso, logo, assim como a própria micropigmentação, não hesite em em optar por um profissional capacitado.

Riscos e contraindicações

Mesmo que seja um procedimento seguro, assim como demais procedimentos estéticos, a micropigmentação capilar possui alguns riscos e limitações.

As tinturas usadas nas tatuagens não são padronizadas, o que faz com que haja pouca regulação quanto a qualidade e esterilidade desses produtos.

Quando a técnica não é feita seguindo as orientações ideais ou por um profissional não qualificado, há ainda o risco de uma contaminação bacteriana, fazendo com que o paciente esteja suscetível a infecções.

Outras situações podem envolver o risco de alergia e outras reações cutâneas secundárias referentes ao corante ou a aditivos utilizados. Entre os sintomas das reações alérgicas estão vermelhidão, formação de edema (inchaço) e coceira, esses sintomas podem ser temporários ou persistentes.

Quanto às contraindicações podemos citar pessoas que possuem fios mais longos, já que nesses casos há certa dificuldade em manter a naturalidade. Dessa forma, é por esse motivo que a técnica não costuma trazer resultados satisfatórios em casos de calvície feminina.

Dessa forma, em mulheres calvas, o procedimento pode não proporcionar um resultado tão satisfatório, fazendo com que a realização do procedimento possa ser um pouco perceptível, seja por conta do contraste de tons ou pela perda da cor natural da pele do couro cabeludo.

Antes de se submeter ao procedimento, vale considerar que a tinta tende a desbotar com o tempo, e a exposição a luz solar tende a alterar as cores das tatuagens, fazendo com que a tinta preta se torne esverdeada. Assim, fica ainda mais perceptível as áreas micropigmentadas.

Micropigmentação capilar antes e depois

Micropigmentação capilar antes e depois, quais os benefícios?

A vantagem da micropigmentação capilar é justamente o fato de ser capaz de proporcionar um efeito estético satisfatório, sem a necessidade de uma abordagem invasiva.

Por melhorar a aparência estética do couro cabeludo e esconder suas falhas, nos benefícios também podemos citar a melhora da autoestima e autoaceitação.

Outra vantagem do procedimento cosmético é que pode ser usado para disfarçar cicatrizes no couro, resultantes de transplantes ou traumas.

Vale ressaltar que a micropigmentação capilar é uma indicação para quem já passou por um transplante capilar ou implante e sofreu com alguma lesão ou tem alguma falha do processo.

Além disso, em comparação com essas técnicas, a micropigmentação se destaca por ser mais viável diante algumas circunstâncias e por ter um valor mais em conta.

Contudo, mesmo com todos os seus benefícios, deve-se ter em mente que o procedimento não é capaz de prevenir a calvície, fazendo com que com o tempo a tendência é que seja necessário ampliar a extensão das tatuagens.

Micropigmentação ou microagulhamento capilar

O microagulhamento capilar é um método baseado na passagem de um rolo ou de uma caneta com agulhas metálicas finas, que perfuram a pele do couro cabeludo, promovendo a renovação celular.

Por meio dessa técnica minimamente invasiva, é possível solucionar casos de calvície tanto em homens quanto mulheres, já que pelas lesões é estimulada a produção de colágeno, fortalecendo os fios e promovendo o nascimento de novos.

Em comparação com a micropigmentação, é a opção que apresenta resultados mais satisfatórios e naturais, não apresentando os empecilhos que ela apresenta com o tempo.

O microagulhamento pode ser feito por um médico, biomédico, dermatologistas, fisioterapeutas e demais profissionais certificados, sendo uma alternativa ainda mais segura para a calvície e queda de cabelo.

micropigmentação capilar preço

Micropigmentação capilar preço, quanto custa?

Por fim, o valor do procedimento vai variar quanto a localização e profissional escolhido.

Em média, o valor da micropigmentação vai em torno de R$ 5.000 (cinco mil reais) a R$ 6.000 (seis mil reais).

Aqui na Hamonir, você pode se beneficiar do procedimento de microagulhamento capilar por um preço acessível e que cabe no seu bolso, sendo a partir de 12x de R$24,17 sem juros no Cartão.

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *