mastopexia

Mastopexia: descubra tudo, como funciona e benefícios!

Ouça este artigo
avaliação gratuita

Você sofre com os “seios caídos”? Se sim, o procedimento de mastopexia pode ser o ideal para você.

A mastopexia é um dos principais tipos de cirurgia feitas na mama, e tem como principal indicação, a promoção do efeito lifting da região.

Descubra tudo o que você precisa saber sobre esse procedimento neste artigo completo e saiba se é a melhor opção de acordo com o que você precisa:

Mastopexia, o que é?

Afinal, o que é mastopexia? A mastopexia é um procedimento indicado para mulheres que almejam o lifting, ou seja, levantamento das mamas, que se encontram caídas, caracterizando casos de ptose mamária.

A mama ptosada é uma característica que acaba por prejudicar diretamente na autoestima da mulher. Com isso, além de dá mais sustentação aos seios, por meio da mastopexia é possível reerguer a autoestima e autoconfiança da paciente em relação ao seu corpo.

A mastopexia pode estar associada a outro tipo de mamoplastia, a mamoplastia de aumento por próteses de silicone. Logo, caso a paciente também se queixe quanto ao tamanho e volume dos seios, a mastopexia com próteses é a alternativa.

Seja com ou sem prótese, pela mastopexia é possível se beneficiar da amenização da flacidez da região, fazendo com que as mamas fiquem mais firmes com a remoção do excesso de pele. Por fim, o cirurgião plástico, que deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plásticas (SBCP), é capaz de fazer correções em relação à simetria entre as mamas e o corpo, entre as mesmas e aréolas.

Como funciona a mastopexia?

A cirurgia de mastopexia é um procedimento invasivo, seguro e que tende a ser bem tranquilo.

avaliação gratuita

No entanto, antes de tudo, o paciente deve ser submetido a uma avaliação clínica, na qual o cirurgião responsável irá avaliar se há a indicação ao procedimento, e se o paciente está em condições de ser submetido ao procedimento, levando em conta exames e resultados quanto aos quadros de saúde.

Com a aprovação do profissional responsável, a cirurgia já poderá ser marcada e já poderão ser passadas as devidas orientações de antes e depois do dia da operação. Vale ressaltar que é na consulta de avaliação, que será feito o alinhamento de expectativas quanto ao tratamento, além da decisão se haverá ou não a colocação da prótese, e se sim, de suas características.

Na operação, em primeiro momento, o médico irá submeter a paciente a uma anestesia, seja ela local com sedação, geral, peridural ou de bloqueio com sedação. Feito isso, se dão início aos cortes, que podem ser feitos ao redor da aréola, ou associados a uma incisão vertical ou em “T” invertido, dependendo da técnica escolhida e do planejamento da cirurgia. Dessa forma, são removidos os excessos de pele, e, caso a mastopexia seja com prótese, nesse momento é feita a sua implantação, seja de forma submuscular, subglandular ou subfascial, variando de caso em caso.

Por fim, antes de que se possa ser feito a sutura de pontos internos, para um melhor resultado estético, pode ser feito o reposicionamento da aréola e a simetrização das mamas.

Após o procedimento, o médico pode fazer a colocação de uma fita especial sobre as suturas para ajudar a proteger a ferida. A paciente deverá se manter internada por um período de 12 horas, contudo, o planejamento pede que se mantenha um repouso relativo pelos 15 dias consecutivos.

mastopexia antes e depois

Mastopexia antes e depois, quais os cuidados necessários?

Já na primeira consulta do pré-operatório, o cirurgião vai apresentar os resultados que podem ser alcançados com a técnica, pautando ainda os seus possíveis riscos, como hematomas, seromas (acúmulo de líquido durante a cicatrização), infecção, necrose de pele e de aréola e deiscência de pontos (abertura dos pontos), que são riscos de qualquer cirurgia.

Para que haja a preparação correta para a cirurgia, o paciente deverá seguir corretamente as orientações passadas pelos pacientes, evitando os riscos e complicações mais sérias.

  • Manter-se em jejum nas 8 horas antes da cirurgia, inclusive de água;
  • Não ingerir refeições pesadas na véspera da cirurgia;
  • Interromper o consumo de bebidas alcoólicas e drogas;
  • Interromper o consumo de tabaco;
  • Interromper o uso de medicamentos citados pelo médico.

Além disso, é importante avisar a equipe médica em caso de gripe ou qualquer tipo de indisposição antes do procedimento.

Para um pós-operatório tranquilo, tal como o processo de cicatrização interna e externa, e que se conquiste o resultado almejado, é importante que a paciente também siga algumas orientações, entre elas:

  • Usar a malha pós-cirúrgica corretamente (por 1 a 2 meses, de acordo com o que foi passado pelo médico);
  • Manter em repouso por 15 dias após o procedimento – vale ressaltar que o repouso não é definitivo, e se deve evitar ficar só deitada;
  • Nos primeiros 14 dias após a cirurgia, não é recomendado fazer movimentos bruscos com os braços, pegar peso, deitar de lado ou de bruços ou elevar os braços acima da linha dos ombros;
  • Manter uma alimentação saudável;
  • Evitar mexer muito os braços e praticar exercícios físicos;
  • Evitar se expor ao sol nos primeiros 3 meses após a operação;
  • O indicado é que se tenha ajuda na hora do banho e na realização de atividades que exijam certo esforço físico nos primeiros dias.

As atividades vão sendo liberadas aos poucos pelo médico, de acordo com o avanço do processo de cicatrização. A prática de exercícios leves pode ser permitida a partir da quarta semana.

Normalmente, o pós-operatório da mastopexia é marcado por um certo desconforto e por um inchaço moderado. O trabalho de escritório, que não requer esforços, necessidade de flexão ou elevação de braços, pode ser retomado entre o 3º e o 4º dia.

Devido ao inchaço, também é normal que a paciente perceba uma sensibilidade temporária no mamilo e na pele das mamas nos primeiros dias de pós-operatório. A maioria das sensações volta após de 1 a 3 meses, mas pode levar de um ano ou mais.

Mastopexia antes e depois

O resultado do antes e depois da mastopexia costuma a ser percebido já nos primeiros meses, entre o 3º ao 6º mês após a cirurgia. Quanto ao resultado final, pode ser observado do 6º ao 12º mês.

Quanto à cicatriz presente no pós-operatório do procedimento, mantendo os cuidados adequados no pós-operatório, com o passar do tempo ela vai se tornando imperceptível com o tempo.

No entanto, as cicatrizes estão posicionadas em locais facilmente cobertos por roupas íntimas e de banho, o que varia quanto a quantidade de pele removida e o quanto o cirurgião irá precisar para fazer a elevação da aréola.

O tipo de cicatriz pode ser previsto ao saber qual o tipo de incisão e técnica que o cirurgião irá utilizar. Casos de cicatrizes mais grossas e elevadas podem ser amenizados por meio de recomendações do profissional.

Vale ressaltar também que após o procedimento, os seios ainda estão suscetíveis ao aumento da flacidez, por conta do envelhecimento natural da pele, casos que envolvem grandes perdas de peso e amamentação, sendo indicado que o procedimento seja refeito para que seus benefícios sejam recuperados.

mastopexia com protese

Mastopexia com prótese

A mastopexia com prótese é justamente a técnica mais conhecida do procedimento.

Nesse caso, além da redução dos excessos de pele, gordura e flacidez, o procedimento também vem com a intenção de aumentar os seios por meio da implantação do implante mamário de silicone.

Logo, essa técnica é a mais indicada para mulheres que possuem mamas pequenas ou médias para pequenas, mas que sofrem com a flacidez. Assim sendo, há a melhora da sustentação associada ao aumento do volume.

A prótese ideal irá variar quanto às particularidades do caso e as preferências da paciente e médico, considerando fatores como volume, textura e densidade do tecido mamário, grau da queda das mamas, grau de flacidez, e se há paciente já possui algum implante na região.

A mastopexia com prótese atua otimizando o contorno das mamas, ajustando o contorno e reposicionando aréolas que apontam para baixo.

Mulheres que possuem pouca ptose, ou seja, pouca queda das mamas, podem se beneficiar do “efeito lifting” apenas pela colocação das próteses, não havendo a necessidade de serem feitas as incisões e cicatrizes geradas pela mastopexia.

Mastopexia valor, quanto custa o procedimento?

O valor da mastopexia, assim como de demais procedimentos cirúrgicos não podem ser revelados, de acordo com a resolução Nº 1.836/2008 do Conselho Federal de Medicina (CFM). Com isso, é possível que o paciente tenha foco nas necessidades e particularidades do seu caso e nas soluções propostas pelo profissional.

No entanto, o preço da cirurgia de mastopexia é a partir de R$ 15.290,00 (quinze mil duzentos e noventa reais).

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

avaliação gratuita

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *