lipocavitação

Lipocavitação: conheça tudo sobre a lipo sem cortes

A lipocavitação é um dos tratamentos indicados para a remoção de gordura localizada, sendo capaz de melhorar não só a aparência, mas também na autoestima e qualidade de  vida do paciente.

Conheça aqui mais sobre a técnica, quais são os seus principais benefícios, como é feita, contraindicações e quanto custa:

O que é lipocavitação?

A lipocavitação é um procedimento que utiliza um aparelho ultrassom para que haja a redução da gordura localizada em qualquer área do corpo, sendo um dos principais envolvendo estética corporal.

A também chamada de cavitação ou ultracavitação, conhecida como “lipo sem cortes”, é uma das tendências da estética, tendo como principal indicação a gordura localizada no abdômen, mas também podendo ser utilizada em outras regiões.

É um tratamento não invasivo em que é feita a destruição da gordura localizada acumulada pelo ultrassom, havendo assim um menor sofrimento e efeito colateral.

O procedimento deve ser feito por um profissional capacitado, podendo ser ele um esteticista, dermatologista, fisioterapeuta ou dermatofuncional.

como funciona a lipocavitação

Como funciona a lipocavitação?

Como dito, a lipocavitação utiliza um aparelho de ultrassom de alta potência. O ultrassom emitido pela máquina e repassado à área de tratamento por meio de um cabeçote, que é a extremidade deste aparelho.

A frequência específica indicada é entre 20 e 70 quilohertz. O procedimento tende a ser indolor e tranquilo, dependendo da sensibilidade e resistência.

Assim sendo, é necessária a utilização de um gel na interface entre o aparelho e a pele, para que o ultrassom seja transmitido de forma adequada. O paciente fica deitado na maca durante todo o procedimento e o local do tratamento fica descoberto para que haja a passagem do gel e do aparelho por movimentos circulares.

A energia ultrassônica emitida irá penetrar até a gordura subcutânea, havendo assim a formação de pequenas bolhas dentro das células de gordura, chamadas adipócitos. As bolhas aumentam gradativamente em número e causam agitação no interior da célula e assim a sua abertura.

Em outras palavras, uma vez em contato com a pele, o equipamento emite uma corrente diretamente no tecido adiposo (gordura), fazendo com que as células de gordura vibrem e com que a membrana que as envolve se rompa.

Dessa forma, a gordura é liberta da região, facilitando a sua metabolização ou eliminação. Uma vez solta no organismo, a gordura se divide em ácido graxo, que se associa a uma substância chamada albumina, que é eliminada pelo fígado, e glicerol, que por sua vez, é solúvel em água e é eliminado por vasos linfáticos e urina.

Por fim, a função do aparelho é justamente quebrar a membrana de gordura e liberá-la  na corrente sanguínea. Ao final do tratamento, o profissional finaliza a sessão limpando a região.

Quais as regiões que a lipocavitação pode ser realizada?

A lipocavitação pode ser feita em diversas áreas, como:

  • Culote;
  • Abdômen inferior e superior;
  • Flancos;
  • Costas;
  • Gordurinha do sutiã;
  • Região interna e posterior da coxa.

Quais são os benefícios?

A lipocavitação é capaz de proporcionar uma série de benefícios após a sua realização. Entre as principais indicações e vantagens da técnica estão:

  • Redução da gordura localizada – que não diminuíram com uma dieta saudável e exercício;
  • Redução das medidas;
  • Melhora do contorno corporal – o modelando por meio da perda de volume, fazendo com que ele fique mais definido;
  • Amenização da celulite – graças ao tratamento que ativa intensamente a circulação.

Além disso, outras vantagens da técnica é que ela não é invasiva e é totalmente indolor, podendo ser feita em qualquer tipo de pele e em qualquer estação do ano.

Quais são as contraindicações?

Antes de tudo, é muito importante que se tenha em vista que a cavitação não é um tratamento ao sobrepeso e obesidade, sendo a indicação de pessoas que já se aproximam do peso ideal, eliminando pequenos depósitos de gordura em regiões específicas do corpo.

Para evitar complicações, antes do procedimento, o especialista responsável leva em consideração a qualidade de saúde do indivíduo. Entre as principais contraindicações do procedimento estão:

  • Fumantes;
  • Diabéticos;
  • Hipertensos;
  • Paciente com doenças celíacas;
  • Esteatose hepática – excesso de gordura no fígado;
  • Doença cardíaca e/ou marca-passo – uma vez que o aparelho pode desregular batimentos cardíacos;
  • Inflamação das veias (tromboflebite);
  • Doenças infectocontagiosas;
  • Colesterol elevado – devido ao nível de gordura liberada no sangue;
  • Presença de dermatite, feridas, inflamações ou infecções na região tratada;
  • Presença de próteses, placas, parafusos e DIU – considerando que o aparelho de lipocavitação aquece a região e pode danificá-los;
  • Gestantes – já que não há comprovação científica de que o procedimento é seguro para o feto;
  • Sensibilidade auditiva grave;
  • Crianças e adolescentes;
  • Tumores;
  • Alergia aos materiais utilizados no procedimento, como a cerâmica;
  • Febre.

Além das contraindicações, é importante considerar os riscos de mau uso do aparelho. Uma vez que calibrado de forma incorreta, o equipamento pode causar queimaduras e prejudicar os órgãos profundos, tal como o fígado. Procure sempre por uma clínica e profissional de confiança.

Entre os efeitos colaterais da lipocavitação também é possível que haja a sobrecarga renal, isso quando muita gordura é liberada pelo organismo. É levando esse efeito em consideração que o tempo de sessão da ultracavitação é limitado.

lipocavitação antes e depois

Lipocavitação antes e depois, quais os cuidados necessários?

O antes e depois da lipocavitação é marcado por alguns cuidados antes e depois do procedimento.

Antes de ser encaminhado a sessão, o profissional responsável pelo tratamento pode orientar o paciente quanto a ingestão de álcool, que não deve ser feita por 24 horas antes do tratamento, além da manutenção de uma dieta líquida por 4 dias antes da sessão.

Além disso, é muito importante que o especialista tenha o cuidado de fazer o alinhamento de expectativas do paciente.

Após a realização da técnica, a gordura será direcionada para os vasos linfáticos, podendo o paciente se submeter a uma drenagem linfática no máximo 48 horas após a sessão para que haja a eliminação do conteúdo através deste sistema.

Entre demais medidas a serem adotadas estão a boa ingestão de líquidos nos três primeiros dias após a sessão, sendo o indicado 1 litro antes e 1 litro depois da cavitação, evitar alimentos gordurosos e ricos em açúcar, evitando a maior disposição de gordura no organismo, priorizando assim alimentos saudáveis e pouco calóricos.

Beber chá verde é uma boa indicação, já que por ser um bom diurético, ajuda a eliminar a gordura da urina. Outras possíveis recomendações são a passagem de cremes de ação reafirmante ou lipolíticos nos locais do tratamento.

A realização de um exercício físico aeróbico no pós-procedimento, dentro das 24 a 48 horas seguintes ajudará também a maximizar os resultados.

Além da drenagem, os resultados do tratamento podem ser otimizados pela realização de uma massagem modeladora local, uma endermoterapia (vacuoterapia), radiofrequência, ou eletrolipólise.

Para que haja um bom resultado da lipocavitação, é importante que mesmo após as sessões, a pessoa ainda se preocupe em manter uma dieta alimentar equilibrada e saudável, além de praticar atividade física regularmente, especialmente uma atividade aeróbica. A realização da drenagem linfática também é importante para um melhor resultado.

Qual o número de sessões indicadas?

O procedimento de lipocavitação oferece resultados já na primeira sessão. Contudo, são necessárias de 4 a 10 sessões de ultracavitação, dependendo do objetivo, para que se tenha o resultado almejado com o tratamento. Os resultados são alcançados em forma progressiva, podendo haver a eliminação de cerca de 3 a 4 cm já no primeiro dia, e em média de 1 cm com a realização de cada sessão.

Cada sessão de lipocavitação tende a durar cerca de 30 a 60 minutos. É possível que haja o tratamento de mais de uma área por sessão, mas o ideal é que sejam tratadas no máximo duas para que a consulta não seja tão cansativa para o paciente. O intervalo indicado entre as sessões é de uma semana.

Quanto custa uma sessão de lipocavitação?

O valor de uma sessão de lipocavitação tende a variar quanto aparelho e materiais utilizados, quanto ao profissional e clínica escolhidos.

Em média, o preço de cada sessão tende a variar de R$ 150 (cento e cinquenta reais) e R$ 800 (oitocentos reais).

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

 

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *