intradermoterapia

Intradermoterapia: o que é, antes e depois e preço

A intradermoterapia é um procedimento que pode ser feito na clínica de estética e que é capaz de trazer uma série de benefícios.

Você sabe o que é intradermoterapia? Conheça mais sobre esse procedimento aqui e saiba se ele é o indicado para você:

O que é a intradermoterapia?

A intradermoterapia, intradermoterapia pressurizada, ou mesoterapia, é um procedimento de estética facial e de estética corporal não invasivo indicado em casos em que haja a redução de gordura localizada. Contudo, é uma técnica que possui uma série de indicações, graças aos seus vários benefícios.

O tratamento atua no rejuvenescimento da pele, assim, contribuindo para a remoção de sinais da pele que comprometem a aparência e a autoestima, tais como estrias e celulites.

Os resultados do procedimento podem ser percebidos já na primeira sessão, contudo, para que os seus efeitos sejam mantidos é importante que o paciente seja adepto a bons hábitos, praticando atividades físicas, bebendo água e tendo uma alimentação balanceada. Isso visando prevenir que a gordura volte a ser depositada pelo organismo.

A realização do procedimento é baseada em uma série de injeções de vitaminas, medicamentos, minerais e coquetéis de aminoácidos no mesoderma (camada de gordura e tecido conjuntivo localizada sob a pele).

A intradermoterapia pode ser feita por um biomédico, médico, farmacêutico ou fisioterapeutas, fazendo as aplicações das enzimas e mesclas. Enfermeiros podem realizar a prática com um responsável técnico.

Diferentes soluções podem ser injetadas com a intradermoterapia para que haja os seus benefícios, com o seu uso alternando quanto às necessidades do paciente. Podem ser utilizadas quantidades microscópicas de extratos naturais, ácido hialurônico, colágeno, cosméticos, vitaminas ou ainda compostos à base de lecitina.

Vale ressaltar que a intradermoterapia pode conter até 50 ingredientes.

intradermoterapia

Como funciona a intradermoterapia?

Antes de ser feita a sessão de intradermoterapia, o paciente primeiramente passa por uma avaliação médica, para que sejam avaliados as indicações do procedimento e avaliada as suas contraindicações.

É por meio dessa avaliação feita com um profissional capacitado, que se é possível identificar as necessidades do caso, as áreas que irão ser tratadas e as substâncias a serem indicadas.

O especialista irá utilizar agulhas pequenas e muito finas para que seja feita as injeções na camada intermediária da pele (mesoderma), aplicando os ativos específicos para as suas particularidades. A abordagem utilizada atua diretamente na causa do problema a ser tratado, tal como a retenção de líquidos, melhora da circulação sanguínea e a inflamação dos tecidos conjuntivos.

Assim sendo, o grande diferencial do procedimento é realizar a eliminação de gordura de forma natural. O número de injeções vai variar tanto quanto a região a ser tratada, quanto à finalidade e a quantidade de gordura.

A sessão de intradermoterapia tende a durar de 30 a 60 minutos, podendo ser aplicado um anestésico local alguns minutos antes das injeções para que o paciente não sinta desconfortos em meio ao processo.

Por não ser um procedimento cirúrgico, a recuperação do procedimento é tranquila, podendo o indivíduo voltar a normalidade do dia-a-dia.

Quais são as indicações da intradermoterapia?

A intradermoterapia possui várias indicações, já que é capaz de trazer vários benefícios à estética do corpo.

Entre as suas principais indicações estão:

Redução de gordura

A gordura localizada é a principal indicação da intradermoterapia. Também chamada de lipodistrofia, é o resultado do entendimento de que é necessário fazer uma reserva de energia.

Entre as principais causas da lipodistrofia estão o sedentarismo, maus hábitos alimentares, falta de exercícios físicos regulares, fatores genéticos e hormonais.

Assim sendo, há o depósito de gordura em regiões específicas como barriga, flancos, costas e quadris, podendo incomodar esteticamente.

Nesse caso, a intradermoterapia irá atuar combatendo diretamente às células de gorduras localizadas nestas regiões, promovendo a moldagem da silhueta. Por meio do tratamento, pode-se haver a perda de 3 a 10 centímetros.

Tratamento para celulite

Como já dito, a intradermoterapia também pode ser uma alternativa para a remoção ou suavização da celulite.

A lipodistrofia ginóide, ou celulite, por sua vez, é o depósito de gordura que se encontra embaixo da pele.

A celulite pode se caracterizar pelo aspecto ondulado e por nódulos presentes em algumas áreas do corpo, podendo comprometer de 95% das mulheres depois da puberdade, considerando todas as etnias, mas sendo mais comum em peles brancas.

É comum que a celulite apareça em locais como coxas, nádegas e quadris. É causada por uma alteração no equilíbrio entre a quantidade de gordura do corpo e massa muscular sendo na maioria das vezes resultante do excesso de peso, mesmo que não seja determinante.

Em pessoas de peso normal ou abaixo do peso, a celulite é resultante do excesso de gordura associado a ação dos hormônios femininos e alterações na microcirculação e vasos linfáticos. Assim como a gordura localizada, possui como fatores de risco a má alimentação e sedentarismo.

Por meio dos medicamentos injetados pela intradermoterapia, haverá a quebra das células de gordura, melhorando a circulação sanguínea e proporcionando uma pele mais uniforme e lisa.

Tratamento de estrias

Assim como no tratamento das celulites, a intradermoterapia também é eficiente para o tratamento de estrias. As estrias são lesões lineares, que podem ser avermelhadas, arroxeadas ou esbranquiçadas, sendo das mais novas as mais antigas.

Essas lesões aparecem por conta do rompimento das fibras de colágeno e elastina, o que pode ser decorrente do rápido ganho de peso ou de mudanças de peso, podendo então serem resultantes da gravidez, ganho de peso, crescimento em adolescentes, aumento rápido muscular e efeitos colaterais de medicamentos.

Rejuvenescimento da pele

Pela aplicação dos medicamentos, principalmente o ácido hialurônico, se estimula a regeneração celular, nutrindo e rejuvenescendo a pele. Dessa forma, também é possível favorecer a produção do colágeno e elastina, novas fibras de sustentação que são determinantes para a elasticidade da pele e sua aparência mais saudável.

Assim sendo, a intradermoterapia é uma das alternativas para o tratamento da flacidez da pele, que pode estar ligada ao envelhecimento, a exposição solar em excesso e a má alimentação. Processos rápidos de envelhecimento, em que há a perda de gordura sem o aumento do tônus muscular, também podem estar por trás de uma pele flácida.

Para esse resultado, normalmente são necessárias em média 4 sessões, com intervalos de 2 a 3 semanas entre cada aplicação. Após essas sessões já pode ser possível perceber uma pele mais firme, hidratada e com brilho. É normal que esse procedimento seja feito no rosto, em que a flacidez é mais perceptível e proporciona um maior incômodo.

Tratamento para perda de cabelo

Por fim, a intradermoterapia capilar é um tratamento clínico em que são aplicadas substâncias ativas diretamente no couro cabeludo. Nesse caso, é possível ser controlado ou suspendida a queda de cabelos, atuando assim na nutrição e no crescimento de novos fios de cabelo.

A queda de cabelo pode ser resultante de alterações hormonais, estresse, alopecia, tratamentos químicos e da falta de nutrientes na alimentação.

Por meio da mesoterapia, há a aplicação de vitaminas e medicamentos específicos, que motivam o crescimento dos cabelos por meio de microagulhas que agem diretamente nas raízes dos folículos capilares. Nesse contexto, também há o estímulo da produção de colágeno, que também acaba por favorecer o objetivo do tratamento.

Através do tratamento há neutralização da dihidrotestosterona (DHT), hormônio responsável pelo caimento dos folículos capilares. A injeção de substâncias ativas via intradérmica é muito eficaz no bloqueio hormonal, podendo ou não ser um complemento ao tratamento via oral.

O resultado final é um cabelo mais saudável, forte, mais volumoso e de maior espessura.

Quantas sessões são necessárias?

A quantidade de sessões de intradermoterapia irá depender dos efeitos de sua realização no organismo.

Normalmente, sessões de 5 a 10 sessões já proporcionam um bom resultado, o que também varia de acordo com a área tratada e os objetivos do caso. As sessões tendem a durar cerca de 30 minutos e possuem intervalos de 7 a 30 dias.

Em tratamentos de celulite, estrias e gordura localizada, as sessões tendem a ser realizadas uma vez na semana, já para os de revitalização facial e flacidez de pele, a recomendação é de duas vezes por semana, com avaliações a cada sessão.

intradermoterapia antes e depois

Intradermoterapia antes e depois, quais os cuidados tomar?

A recuperação da intradermoterapia tende a ser bem tranquila, não havendo necessidade do paciente restringir o seu cotidiano. Contudo, o profissional pode passar algumas recomendações antes e depois do procedimento.

Entre os cuidados que devem ser aderidos antes do procedimento estão:

  • Manter a pele limpa e não passar creme;
  • Não frequentar saunas – buscando evitar a vasodilatação causada pelo vapor;
  • Evitar exposição solar;
  • Não fazer o uso de anticoagulantes – como o ácido acetilsalicílico (Aspirina);
  • Fazer o uso de roupas leves e confortáveis.

Já após a sessão, entre as orientações estão:

  • Evitar exposição ao sol e radiação UV;
  • Fazer o uso regular de um protetor solar de no mínimo 30 FPS;
  • Evitar contato na área do tratamento nos primeiros dias;
  • Não usar cosméticos capazes de bloquear as áreas das injeções.

É comum a formação de edemas, pequenos hematomas e dores leves nos locais da injeção, que desaparecem com o tempo.

Reações alérgicas são raras, devendo o paciente se submeter a exames antes da sessão para que a alergia seja identificada.

Quais são as contraindicações?

Mesmo sendo um procedimento simples e rápido, a intradermoterapia, assim como demais procedimentos estéticos, possui as suas contraindicações.

Entre as contraindicações do procedimento estão:

  • Gestantes;
  • Lactantes;
  • Pessoas com doenças cardiovasculares;
  • Doenças crônicas desequilibradas;
  • Disfunção renal;
  • Alergia a alguma substância utilizada no tratamento;
  • Pacientes com doença de pele na região das injeções;
  • Pessoas com histórico de câncer;
  • Portadores de doenças autoimunes;
  • Herpes ativa.

Além disso, para evitar complicações e buscando um resultado satisfatório certifique-se sempre de que os produtos utilizados na clínica estão regulamentados pela ANVISA.

Não se esqueça de após a sessão, realizar atividades físicas regulares e de estabelecer um acompanhamento nutricional, para que assim sejam mantidos os bons resultados.

Quanto custa uma intradermoterapia?

O valor de uma sessão de intradermoterapia vai variar de acordo com as necessidades e o resultado almejado de cada pessoa. O orçamento do procedimento pode ser determinado ainda na avaliação.

Em média, o valor de cada sessão pode ficar entre de R$ 200 (duzentos reais) a R$ 500 (quinhentos reais).

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *