gordura localizada

Gordura Localizada: conheça as principais formas de tratamento

A gordura localizada é uma das principais insatisfações e reclamações feitas nas clínicas estéticas quanto ao corpo.

Buscando solucionar esse problema, surgiram vários procedimentos estéticos focados na remoção do tecido adiposo.

Conheça mais sobre a gordura localizada, os seus prejuízos à saúde e quais são os tratamentos mais indicados:

O que é gordura localizada?

A gordura localizada, também chamada de lipodistrofia, é um depósito de gordura que se forma em alguns lugares específicos, comumente em regiões como barriga, quadris, flancos (pneuzinhos), braços e costas, comprometendo a estética corporal.

Na maioria das vezes, esse acúmulo de gordura está associado à falta de uma dieta equilibrada ou por problemas hormonais. Esse reservatório é causado devido a atuação do organismo de guardar a gordura para situações que for necessária.

No entanto, a gordura localizada afeta diretamente a autoestima e a qualidade de vida, além de poder estar relacionada a problemas de saúde.

Por ter como causa principal a adoção de hábitos ruins ao longo da vida. Remover o acumulo de gordura localizada mesmo com a mudança de habito, uma alimentação regrada e com a prática de exercícios não se torna uma tarefa fácil. 

Mas não se preocupe, hoje dia existem técnicas eficientes para acabar com esse tipo de gordurinha que tanto incomoda.

gordura localizada

Quais são as causas da gordura localizada?

A gordura localizada pode ser causada por uma série de problemas e condições. Entre as principais pode-se citar:

  • Sedentarismo;
  • Maus hábitos alimentares – dieta rica em alimentos gordurosos e carboidratos brancos (refinados);
  • Falta de exercícios físicos;
  • Má postura;
  • Tabagismo;
  • Predisposição genética;
  • Uso frequente de roupas muito apertadas;
  • Fatores hormonais.

Contudo, as diferentes motivações afetam o problema de forma diferente. Enquanto é ingerido mais calorias do que se gasta, o excesso é armazenado em forma de gordura. O local em que o organismo usa o reservatório é definido por fatores genéticos, fazendo com que a gordura acabe-se por concentrar nas áreas mais flácidas.

Fatores como postura incorreta, roupas apertadas ao corpo e tabagismo atuam como contribuintes, enquanto os fatores hormonais, fazem com que a distribuição da gordura localizada seja diferente em homens e mulheres.

Gordura localizada e problemas de saúde

As gorduras localizadas além de comprometer a estética, também pode sinalizar um problema de saúde, sendo de grande importância recorrer a uma avaliação médica para que se investigue a verdadeira causa por trás. O acúmulo de gordura pode comprometer órgãos vitais e assim motivar uma série de doenças.

Entre problemas graves de saúde que podem está associados a essa condição estão:

Diabetes tipos 2

É a doença caracterizada pela produção insuficiente de insulina pelo pâncreas, ou quando o organismo é incapaz de utilizar a produção de insulina de forma suficiente.

A doença é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, sedentárias, que não possuem uma alimentação saudável e que estão acima do peso. Dessa forma, o funcionamento do pâncreas é comprometido pela gordura abdominal.

Hipertensão e infarto do miocárdio

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença que compromete os vasos sanguíneos, cérebro, coração e olhos, podendo causar a paralisação dos rins.

Assim, a gordura abdominal pode aumentar a pressão arterial e sobrecarregar o coração, e diante de placas de colesterol nas artérias, há o maior risco de entupimento desses vasos, levando ao aparecimento de doenças.

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Também chamado de derrame, pode ser causado pelo entupimento ou rompimento de vasos sanguíneos no cérebro.

Por meio dessa alteração, há a morte de células nervosas da região cerebral atingida, causando uma obstrução de vasos sanguíneos, chamado acidente vascular isquêmico, ou uma ruptura do vaso, conhecido como acidente vascular hemorrágico.

Como é feita a prevenção da gordura localizada?

Antes de focar no tratamento, é importante levar em conta a ação preventiva da formação da gordura localizada. Isso também considerando o fato de que a queima de gordura não é uma tarefa fácil, sendo simplificada na clínica de estética.

Como dito, como as principais causas da gordura localizada são maus hábitos adotados na rotina, a prevenção do problema está associada aos bons hábitos adotados na rotina.

Em um primeiro momento, é a alimentação que deve passar por mudanças. A pessoa deve evitar alimentos muito gordurosos, e alimentos e bebidas ricos em açúcar, devendo adotar uma dieta equilibrada e saudável. Evite a ingestão de pães de farinha, de massas, arroz branco, frituras, doces, fast food, refrigerantes, carnes gordurosas e industrializados.

Além da alimentação, cabe também a realização de exercícios físicos regulares. É somente por meio de uma vida ativa que se é possível aumentar o gasto calórico e assim, possibilitar a prevenção do acúmulo generalizado de gordura. Seja os exercícios aeróbicos ou de força, o importante é que eles sejam praticados intensamente.

Por fim, a moderação no consumo de bebidas alcoólicas também é essencial para que se evite esse problema. Vale ter em mente que esses cuidados também fazem parte da remoção da gordura localizada, devendo ser executados mesmo após a realização de um procedimento estético.

gordura localizada tratamento

Tratamento para gordura localizada, afinal, quais são os melhores?

Existem diversos tratamentos para gordura localizada, para que haja a obtenção de melhores resultados e até mesmo a remoção total da gordura localizada. Mas antes disso a mudança de habito de ser adicionada ao longo de dia-a-dia.

A escolha do tratamento irá depender da percepção do profissional responsável, seja um esteticista ou fisioterapeuta especializado, além das particularidades do caso, da quantidade de gordura e da área a ser tratada.

Lipocavitação

A lipocavitação, ou lipo sem corte, é um procedimento estético que tem como objetivo eliminar a gordura localizada, além de tratar celulite e moldar o corpo. Para a realização desse procedimento é utilizado um aparelho ultrassom que auxilia na quebra de gorduras acumuladas sob a pele.

Pode ser feita para a remoção de gordura nas coxas, flancos, culotes, costas e barriga.

O procedimento é seguro e indolor, não precisando da aplicação de uma anestesia local e colabora com a perda de volume, melhorando o aspecto da pele. Contudo, para que haja os seus benefícios é necessário associar a realização de sessões de drenagem linfática, além da prática de exercícios físicos aeróbicos para que haja a eliminação da gordura que é liberta no corpo.

Para que haja um melhor resultado, o profissional pode recomendar a realização de cerca de 10 sessões.

Criolipólise

A criolipólise também é uma das opções de tratamento estético para a eliminação de gordura. A técnica envolve a intolerância das células de gordura a baixas temperaturas, fazendo com que haja a eliminação da gordura, com resultados satisfatórios já na primeira sessão do tratamento.

Pode ser feito no abdômen inferior e superior, cintura, culote, flancos, dos glúteos, braços, parte interna da coxa e na região da parte interna da coxa.

A técnica se baseia na passagem de um gel protetor na pele para que logo após haja o posicionamento do equipamento específico na região a ser tratada. Este aparelho irá atuar sugando e resfriando a região, com até cerca de -7/ -10ºC por 1 hora, tempo que requer o congelamento das células de gordura.

Depois do congelamento, há o rompimento das células de gordura, que logo em seguida são eliminadas pelo sistema linfático. O tratamento é seguro e eficiente, havendo o risco de complicações, principalmente casos de queimaduras de 2º ou 3º grau.

O procedimento pode causar uma dor momentânea devido ao funcionamento do aparelho. Além disso, a dor ainda pode ser percebida nas primeiras horas após a sessão,  mas que tendem a ser leves.

Normalmente são indicadas três sessões na região para um resultado satisfatório, com um intervalo de 3 meses entre cada uma.

Carboxiterapia

A carboxiterapia é outra solução eficiente para o problema, com uma técnica baseada na aplicação de gás carbônico medicinal na região, abaixo do tecido adiposo, fazendo com que a saída da gordura localizada seja estimulada, havendo a sua reutilização como fonte de energia.

Ademais, é por meio dessa técnica que também se contribui com o melhor fluxo da circulação sanguínea, eliminando toxinas e favorecendo peles mais finas.

Além da remoção do depósito de gordura, também é possível perceber outras vantagens como melhora do aspecto das estrias, melhora da aparência da celulite, suavização das olheiras, melhora das cicatrizes e melhora da elasticidade da pele, reduzindo a flacidez.

O gás utilizado é medicinal e atóxico, não havendo efeitos colaterais na sessão. O procedimento pode ser feito na barriga, braços, flancos e coxas, sendo necessárias em média de 15 a 20 sessões para um bom resultado.

Endermoterapia

Por fim, a endermoterapia, também chamada de endermologia, é mais um dos tratamentos de combate à gordura localizada, podendo ser uma das indicações nas pernas, braços e barriga.

Também pode proporcionar outros tipos de melhoras, como a tonificação da pele, tonificação da pele e melhora do contorno do corpo.

O procedimento é feito por um tratamento de vacuoterapia, em que o tratamento é feito por meio de um aparelho de sucção que estimula o sistema circulatório por meio de movimentos realizados com certa força, mas sem causar dor e sem ser de forma invasiva.

Por meio do tratamento é possível haver o deslocamento da pele e da camada de gordura, beneficiando a circulação sanguínea, a eliminação e a retenção de líquidos, além da queima da gordura localizada.

A técnica também é segura e eficiente, podendo os resultados serem percebidos em pouco período de tempo. Para se obter um efeito satisfatório, comumente são necessárias de 10 a 15 sessões de 30 minutos.

Vale ressaltar que a quantidade de sessões pode variar de acordo com a região do tratamento, sua extensão e com o objetivo do tratamento.

Quanto custa para remover a gordura localizada?

O valor de um tratamento para gordura localizada irá depender da área a ser tratada, do número de sessões necessárias, da localização, profissional e da clínica escolhida, sendo em média:

Lipocavitação: entre R$ 600 (seiscentos reais) e R$ 800 (oitocentos reais) cada sessão;

Criolipólise: de R$ 800 (oitocentos reais) a até R$ 2.000 (dois mil reais);

Carboxiterapia: entre R$ 80 (oitocentos reais) e R$ 150 (cento e cinquenta reais) no corpo e entre R$ 100 (cem reais) e R$ 170 (cento e setenta reais);

Endermoterapia: por volta de R$ 100 (cem reais) cada sessão.

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *