endermoterapia

Endermoterapia: conheça esse tratamento para celulites

A endermoterapia é um dos principais procedimentos envolvendo a remodelação corporal.

A tecnologia que envolve a técnica permite que ela seja segura e alcance resultados satisfatórios, renovando a aparência e a autoestima do paciente.

Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre a endermoterapia, como funciona, quais são as suas indicações, benefícios, cuidados, contraindicações e quanto custa:

O que é endermoterapia?

A endermoterapia, conhecida também como endermologia, é um tratamento de estética corporal por trás da promoção de massagem profunda por equipamentos específicos.

Essa abordagem de sucção de tecido é feita por pressão positiva, que é associada ao rolamento feito nos rolos que fazem parte do cabeçote do aparelho. Por conseguinte, há o efeito de massagem e de drenagem linfática profunda.

É uma técnica muito indicada para o tratamento de celulite e gordura localizada, e é baseada na utilização do vácuo, também sendo capaz de trazer outros benefícios como o aumento do tônus da pele, a redução de medidas e a definição do corpo.

Também a técnica utilizada para o tratamento da cicatriz adquirida no parto de cesariana.

O procedimento pode ser feito por um esteticista com formação técnica ou por um fisioterapeuta capacitado.

endermoterapia corporal

Como é feita a endermoterapia corporal?

A endermoterapia equivale a associação de uma massagem intensa com um aparelho de vácuo, que possui dois rolinhos, e ultrassom, havendo a aspiração da pele, que faz com que ela acabe escorregando e deslocando do tecido adiposo e da membrana dos músculos.

A aplicação de óleos de massagem pode facilitar o deslizamento do aparelho.

Dessa forma, há a melhora da circulação sanguínea, eliminando o acúmulo de líquidos, definindo o corpo e fazendo com que a pele fique mais suave e brilhante.

Além do aparelho específico de vácuo e ultrassom, a técnica também pode utilizar ventosas de vidro ou de silicone, facilitando a aplicação em casa, além de atuar estimulando o fluxo de sangue, dissolvendo os nódulos de celulite e eliminando as toxinas.

A massagem é feita em todo o corpo, abrangendo barriga, pernas e braços, sobre o fluxo dos vasos linfáticos no sentido do gânglio linfático. Quando feito na perna, os movimentos são ascendentes, atingindo a fossa poplítea (parte posterior do joelho), e indo da coxa à virilha.

Já quando feita na barriga, considerando o resultado, o movimento deve ser feito em direção à virilha, e quando nos braços, ser feito em direção às axilas. O procedimento é indolor, contudo é comum o aparecimento de hematomas após a sessão, graças a sucção, mas que desaparecem com o tempo.

Os equipamentos de endermologia, por sua vez, giram em torno do próprio eixo, sugando o tecido da pele, sucedendo em três forças, são elas:

Primeira força: se deve a fase em que o tecido é levantado pela sucção, havendo a separação dos tecidos da interface subcutânea músculo-fáscia.

Segunda força: são as forças laterais geradas entre os rolos, permitindo que se consiga acomodar tecidos de diferentes espessuras. Assim sendo, há a formação e a movimentação de uma prega cutânea em meio aos roletes.

Terceira força: é a força feita no tecido decorrente dos diversos movimentos feitos pelo profissional responsável.

Quais são as indicações e benefícios do procedimento?

Antes de recorrer ao procedimento de endermoterapia, é importante considerar quais são as suas indicações e vantagens que podem ser proporcionadas.

Entre os objetivos e efeitos fisiológicos benéficos que podem ser conquistados por esse procedimento estão:

  • Remoção de celulite e gordura localizada;
  • Melhora da drenagem linfática;
  • Melhora da circulação sanguínea;
  • Aumento do fluxo sanguíneo em veias;
  • Otimização do fornecimento de oxigênio ao sangue;
  • Diminuição do volume das células adiposas;
  • Relaxamento do tecido;
  • Massageamento da fáscia;
  • Alívio do inchaço;
  • Melhora da linha de contorno corporal e facial;
  • Auxílio no pós-cirurgia plástica;
  • Ajuda na pós-lipoaspiração;
  • Combate a retenção de líquidos;
  • Eliminação de fibroses – tecidos endurecidos abaixo da cicatriz;
  • Deslocamento da cicatriz da cesariana;
  • Melhora da silhueta;
  • Aumento do tônus da pele (tonificação da pele);
  • Remoção de cravos;
  • Diminuição de cicatrizes e rugas

Além disso, a técnica também pode ser feita depois da lipoaspiração, em casos em que a região tratada fica com pequenas ondulações nos locais em que a cânula passou.

Quantas sessões são necessárias para o tratamento?

Geralmente, os resultados satisfatórios da endermologia podem ser perceptíveis depois de 10 a 15 sessões de 30 minutos. A recomendação é que as sessões do procedimento sigam uma periodicidade de ao menos duas vezes por semana.

Contudo, a quantidade de sessões pode variar quanto a indicação e a extensão da área que irá ser tratada.

Quais são os tratamentos que podem ser associados à endermoterapia?

Buscando otimizar o resultado do procedimento, a técnica pode ser associada a alguns outros tratamentos estéticos.

O procedimento mais comum de ser feito é a drenagem linfática, ajudando na remoção de líquidos. O indicado é que a drenagem seja feita nos dias em que não há sessões do procedimento.

Dessa forma, é possível fazer com que haja ainda um melhor resultado na suavização da celulite e diminuição de medidas.

Além disso, pode-se citar o uso de aparelhos extras com o mesmo objetivo, tal como a radiofrequência, o ultrassom e infravermelho.

endermoterapia antes e depois

Endermoterapia antes e depois, quais os cuidados com a técnica?

Para que os resultados do tratamento sejam satisfatórios, é importante considerar alguns cuidados antes e depois da sessão.

Logo, o paciente, para se preparar para o procedimento, deve manter a pele limpa e evitar procedimentos que acabam sensibilizando e danificando a pele, como a depilação com cera.

Além disso, o profissional responsável pode orientar quanto ao uso de uma roupa adequada para a sessão, considerando o fato de que se deve haver o contato com o aparelho na pele e possibilitando o seu deslizamento. Na clínica, a preparação da pele fica por conta dos óleos de massagem.

Após a sessão, para que haja a manutenção de seus benefícios, o paciente deverá se preocupar quanto a adoção de bons hábitos, tais como uma boa alimentação, cuidados regulares com a pele e prática regulares de exercícios físicos.

Evitar exposição ao sol e o uso regular do protetor solar também estão entre as medidas a serem aderidas para evitar o aparecimento de manchas.

Diante de casos mais leves de celulite e gordura localizada, os resultados da técnica podem até ser definitivos, já em situações mais complexas, pode-se ser indicado a realização de novas técnicas.

Casos de graus mais avançados, como o grau 4, o especialista pode encaminhar o paciente para tratamentos como a subcisão, processo cirúrgico que atua sobre o tecido fibrótico da celulite. Considerando que o procedimento nessas circunstâncias acabam por proporcionar uma sensação mais dolorosa.

Normalmente, a associação de métodos está ligada a fatores hereditários, alimentação desequilibrada, sedentarismo, tabagismo, uso de pílulas anticoncepcionais e tratamentos de reposição hormonal e à idade. Isso considerando o fato de que a eliminação definitiva é mais complicada.

Quais são as contraindicações?

Assim como suas indicações e benefícios, vale ressaltar que a endermoterapia possui as suas contraindicações, são elas:

  • Gestantes;
  • Pessoas com infecções e inflamações ativas;
  • Pacientes com marca-passo ou desfibrilador interno;
  • Histórico de trombose;
  • Câncer;
  • Problemas de coração;
  • Problemas nos rins;
  • Hepatite;
  • Diabetes;
  • Problemas circulatórios;
  • Varizes;
  • Problemas na circulação sanguínea.

Caso feita em situações controversas, a endermoterapia pode trazer algumas complicações à saúde do paciente. Entre os efeitos colaterais estão a sensibilidade, aparecimento de hematomas, podendo o paciente recorrer ao especialista diante de sintomas mais graves.

Quanto custa o tratamento por endermoterapia?

O valor do tratamento por endermoterapia vai depender do número de sessões, das indicações do procedimento, das particularidades do caso, do procedimento e da clínica escolhida.

É muito importante que seja feita uma avaliação prévia à sessão do procedimento, já que é aqui que serão analisadas essas circunstâncias e é feito o planejamento para o processo.

Em média, a endermologia custa R$ 150 (cento e cinquenta reais) por sessão.

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *