depilação a laser

Depilação a laser: tipos, benefícios e preço

A depilação a laser é um dos principais procedimentos oferecidos nas clínicas estéticas. Isso considerando que os pelos podem ser bem indesejáveis, afetando na autoestima.

Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre esse procedimento, quais são os seus benefícios, os tipos e quanto custa.

O que é depilação a laser?

A depilação a laser é um dos procedimentos mais indicados para quem quer se ver livre dos pelos, e busca melhora na estética corporal e facial. Uma dúvida frequente é se a depilação a laser dói. E a resposta é, não! Se trata de um procedimento indolor e sem risco, que pode ser feito em áreas como pernas, buço, virilha e axila, que são as áreas de maior busca.

Por ser um procedimento seguro, a depilação a laser pode ser feita em várias regiões. Isso se deve ao funcionamento do laser, diferente do que muitas pessoas pensam, não é capaz de gerar queimaduras e complicações sérias diante de sua boa execução.

Também contrariando o senso comum, o procedimento é eficiente mesmo sem causar dor, e depois de um determinado número de sessões, pode-se perceber a maior suavidade da pele e uma textura mais fina dos pelos, e até mesmo um resultado definitivo no futuro.

A estrutura dos pelos

Antes de entender como funciona a depilação a laser, é importante ter conhecimento da estrutura dos pelos.

Os pelos, por sua vez, são compostos por 3 partes principais: a cutícula, o córtex e a medula. A cutícula é a parte mais externa do pelo, sendo formada por células sobrepostas sem pigmentação parecidas com escamas.

O córtex é uma camada intermediária, sendo formada por células epiteliais ricas em melanina, proteína responsável por dar cor à pele e pelos. Nessa parte do pelo a queratina.

Já a medula é a parte mais central do pelo, presente apenas em pelos maduros. Essa parte é formada por células grandes e sem núcleo, abrangendo uma queratina mole.

Os pelos se desenvolvem nos folículos pilosos, que são uma estrutura morta formada principalmente por queratina.

depilação laser

Quais as indicações da depilação à laser?

Assim como em demais procedimentos, a depilação à laser, mesmo sendo uma técnica segura, possui as suas indicações.

Para que não haja complicações em meio a abordagem, é necessário que essas indicações sejam consideradas, fazendo com que o processo seja tranquilo e sem dores de cabeça.

Entre as indicações do procedimento estão:

  • Pessoa saudável;
  • Ausência de doença crônica;
  • Paciente maior que 18 anos;
  • Profissional qualificado;
  • Ter uma pele hidratada – já que facilita a atuação do laser;
  • Não depilar com técnicas que arrancam os pelos pela raiz dias antes da depilação à laser – uma vez que o laser deve atuar exatamente sobre a raiz do pelo;
  • Não tomar sol ou usar creme autobronzeador pelo menos 1 mês antes e depois da realização do tratamento;
  • Não ter feridas abertas ou hematomas no local do tratamento;
  • Regiões naturalmente mais escuras como axilas podem ser clareadas com cremes e pomadas específicas antes do procedimento.

Pessoas de tons de pele mais escuros também podem fazer a depilação à laser, contudo, deve-se usar o equipamento ideal, o laser diodo 800 nm e o laser Nd:YAG 1.064 nm. Em pessoas de pele mais clara e morena clara, o laser alexandrite é mais eficiente, também o laser de diodo e o Nd:YAG em sequência.

Também pessoas que clareiam os pelos podem recorrer à depilação à laser, uma vez que o laser atua diretamente sobre a raiz do pelo, que não possui a sua coloração alterada.

Vale ressaltar ainda que pessoas com pelos grossos e escuros podem recorrer a depilação a laser, assim como, pessoas com pelos brancos, ruivos ou loiros.

Quais partes do corpo podem fazer depilação a laser?

A depilação a laser pode ser feita em várias áreas, seja em mulheres ou homens. Entre as categorias de áreas que podem ser depiladas a laser estão:

  • Cabeça;
  • Rosto;
  • Braços;
  • Mãos;
  • Tronco;
  • Pernas;
  • Pés;
  • Virilha e regiões íntimas.

Entre as áreas mais procuradas estão pernas, meia perna, lateral da face, buço, barba, abdômen, costas, tórax, faixa de barba, glúteos, perianal e virilha. É importante ressaltar que a sobrancelha está entre as áreas que não podem ser submetidas a esse tipo de depilação.

Como funciona a depilação a laser?

Para que sejam alcançados os seus benefícios, os procedimentos de depilação a laser utilizam um aparelho de laser que emite um comprimento de onda, capaz de gerar calor e de atingir o local em que o pelo se desenvolve. Dessa forma, há a danificação do pelo e assim, a sua remoção da pele.

A depilação a laser é feita por um terapeuta especialista que irá determinar o tipo de laser mais indicado para a região em que será feita a depilação por seu tipo de ação e resultado na pele.

Assim, vale considerar que nem todos os lasers são iguais e cada um é mais indicado em determinada situação.

Antes que o paciente seja encaminhado para a primeira sessão, o profissional irá fazer a limpeza adequada da pele utilizando álcool na remoção da oleosidade ou um creme hidratante.

Logo após, há a remoção dos pelos pela região tratada com uma lâmina ou creme depilatório, buscando fazer com que haja a concentração do laser apenas no bulbo piloso e não no pelo em si.

Depois da remoção da parte visível do pelo, o tratamento com o laser é iniciado por meio do resfriamento da pele, seja por gelo, gel frio ou spray, capaz de criar um efeito anestésico. Contudo, vale considerar que em alguns lugares, o próprio equipamento emissor de laser é capaz de realizar o resfriamento após o disparo do laser.

Após feitos os disparos de laser na pele, o terapeuta irá passar uma loção calmante para a pele, e a sessão estará finalizada.

Depois de 15 dias do tratamento, os pelos que foram soltos começam a cair, e assim é possível comparar e sentir os resultados do antes e depois da depilação a laser. Esse episódio pode fazer com que pareça que estão começando a crescer, contudo, podem ser totalmente removidos em meio ao banho por meio da esfoliação da pele.

Depilação a laser

Como o laser atua na pele?

A escolha do tipo de laser também vai depender do tipo de melanina de cada pessoa. A melanina, por sua vez, é um polímero existente em várias partes do corpo, sendo a proteína por trás da cor da pele e dos pelos.

Levando isso em consideração, o laser de depilação atua por meio da atração da melanina dos pelos. Esse efeito é possível graças à energia a laser de luz pura e intensa que após atrair o pelo, incide nele e em seguida, destrói a sua raiz.

Como a pele fica depois da sessão?

Antes de tudo, deve-se ter em mente que para que os efeitos almejados sejam atingidos, é necessário que as sessões ocorram na periodicidade adequada.

A pele depois da sessão da depilação é caracterizada por poucos pelos espalhados e por aqueles que demoram a crescer. Dessa forma, já a partir da primeira sessão é possível perceber os resultados.

Já no início é possível perceber que os pelos estão demorando mais do que o normal para crescerem. Quanto ao processo de crescimento, além de ser mais demorado, irá acontecer em menor quantidade.

A pele pode ficar irritada após o procedimento, contudo, isso depende do tipo de pele, e o sintoma pode passar com o tempo. Logo, enquanto há pessoas que saem ilesas do procedimento, outras podem apresentar a vermelhidão da pele, que tende a desaparecer ao longo dos dias.

Dessa forma, vale considerar que a depilação a laser proporciona resultados capazes graduais, mas é a primeira sessão que proporciona o melhor resultado estético, impactando significativamente na quantidade de pelos que param de crescer.

Quantas sessões são necessárias?

Reforçando que os benefícios da depilação a laser são conquistados por um processo gradual.

O número de sessões indicado vai variar de acordo com a área escolhida, sendo necessárias cerca de 10 sessões para que o resultado seja satisfatório. Para não machucar a pele, é necessário fazer um intervalo de 45 a 60 dias entre cada sessão, o que também deve variar quanto a região a ser tratada.

Logo, é importante levar em consideração as orientações passadas pelo profissional capacitado, que será responsável por fazer a avaliação da região e planejar o tratamento por meio de sua percepção.

É importante considerar que a depilação a laser não é eficiente com apenas uma sessão, isso considerando que o pelo para ser destruído deve estar na fase anágena do seu ciclo de crescimento. Os pelos que se encontram em outras fases, catágena ou telógena, não são capazes de serem atingidos.

Por isso a discrepância de tamanhos após a sessão, já que mesmo que localizados na mesma região, os pelos nunca vão está na mesma fase. Assim sendo, a cada sessão, uma parte do pelo é destruída, fazendo com que seja necessária mais sessões para que todos os fios sejam eliminados.

A depilação a laser é definitiva?

Considerando a forma como os seus benefícios são percebidos, a melhor forma de definir a depilação a laser não como definitiva, mas como duradoura. Isso considerando que pela ação do laser se é possível destruir a raiz germinativa do pelo.

Os folículos que forem atingidos pelo laser não voltarão a nascer, contudo, casos de disfunção hormonal podem fazer com que novos pelos nasçam e se desenvolvam.

Dessa forma, diante dessas circunstâncias, são indicadas sessões periódicas de manutenção com a intenção de barrar esse novo crescimento.

Outras condições podem influenciar no tipo de abordagem da depilação a laser, tais como genética, hereditariedade, presença de pelos brancos, ruivos, loiros e finos, que podem acabar por resistir ao tratamento, havendo a necessidade de manutenção.

Quais as contraindicações?

Antes de se submeter a um procedimento de depilação a laser deve-se considerar as suas contraindicações:

  • Grávidas – na área da barriga, mama ou virilha e sem o consentimento médico;
  • Casos de diabetes não controlados;
  • Hipertensão descontrolada;
  • Casos de doenças na pele (como psoríase);
  • Vitiligo;
  • Epilepsia;
  • Medicação por fotossensibilizantes nos 6 meses anteriores;
  • Descoberta de câncer durante o tratamento;
  • Feridas abertas ou hematomas no local.

depilação dói

A depilação dói?

Como dito, a depilação não dói, já que a emissão do laser não tem como função prejudicar a pele, focando apenas em atingir a raiz do pelo. É por isso que o método também é indicado até mesmo em partes do corpo sensíveis.

É importante então que o procedimento seja feito por um profissional capacitado, evitando assim que haja riscos de queimadura devido a erros de aplicação por causa do uso de uma potência superior indicada ou uma exposição exagerada.

Além disso, pode-se considerar também a sensibilidade de cada paciente, uma vez que uns são mais tolerantes à dor do que os outros.

Por fim, tendo em vista que as ondas luminosas causam um efeito térmico na pele, pode causar leves incômodos, principalmente na virilha, os disparos podem proporcionar uma sensação de ardência pelo ser mais grosso, facilitando o contato do laser com a pele. Esse efeito faz com que menos sessões sejam necessárias.

Contudo, deve-se considerar os benefícios desse procedimento e o seu resultado satisfatório e que o incômodo é somente durante a sessão, sendo a irritação e a vermelhidão, os únicos efeitos da sessão, mas que logo desaparecem.

Quais são os benefícios da depilação a laser?

A remoção dos pelos da pele pode trazer uma série de vantagens além de proporcionar alívio estético. Desde a primeira sessão de depilação você já consegue perceber as primeiras vantagens da depilação a laser, já que uma parcela dos fios já consegue ser eliminada.

É importante considerar que o processo de eliminação dos fios é gradual, fazendo com que você só se veja livre definitivamente dos fios após feito o número de sessões indicado.

Dessa forma, entre os benefícios percebidos ao longo desse processo estão pele lisa e macia; bom custo-benefício, rápida duração; clareamento gradual da pele, controle da foliculite, ganho de tempo, efeito duradouro e valor acessível. Isso além da melhora da autoestima e das relações.

depilação a laser antes e depois

Quais os cuidados necessários antes e depois da depilação a laser?

Os cuidados com a depilação a laser começam antes mesmo de se submeter ao procedimento.

Entre os principais cuidados antes e depois da sessão estão:

Cuidados antes da sessão

  • Evitar exposição ao sol e loções autobronzeadoras cerca de 2 semanas antes – uma vez que a pele com grande quantidade de melanina fica suscetível a manchas e queimaduras;
  • Uso periódico de protetor solar;
  • Esfoliação da pele – ajudando a eliminação de células mortas, atuando no estímulo à produção de colágeno e na prevenção de pelos encravados;
  • Não depilar com métodos que removem o pelo desde a raiz – como a pinça;
  • Não depilar com cera quente ao menos 1 mês antes da sessão – evitando métodos que comprometam os folículos pilosos;
  • Não fazer o uso de ácidos nas áreas a serem tratadas – já que tendem a afinar ou alterar a coloração da pele, além de aumentar a sensibilidade;
  • Higienizar bem a região a ser depilada – removendo restos de produtos que podem atrapalhar no processo;
  • Fazer a raspagem de pelos em um horário mais próximo da sessão;
  • Levar sempre uma lâmina nova para a sessão.

Cuidados depois e durante a sessão

  • Evitar exposição ao sol cerca de 2 semanas depois;
  • Uso periódico de protetor solar;
  • Não usar produtos com ácidos;
  • Não usar cera quente em meio ao procedimento – usando apenas lâmina de barbear, trocando regularmente;
  • Use roupas leves – já que o procedimento tende a aumentar a sensibilidade da pele;
  • Aplicação de compressas de gelo de quinze a vinte minutos nas primeiras horas – para amenizar a sensibilidade, ardência e incômodo causados pela sessão;
  • Evitar tomar banhos quentes e o uso de buchas vegetais em meio ao tratamento;
  • Uso de loção calmante – evitando o aparecimento de manchas e escurecimento da pele;
  • Uso de anti-inflamatório – combatendo a possível inflamação na pele pelo aquecimento do laser.

É importante que em casos de gravidez em meio ao tratamento, que o terapeuta seja comunicado, já que a gestação é uma das contraindicações do procedimento.

Principais métodos de depilação a laser

Principais métodos de depilação a laser

Na depilação a laser pode ser feita em diferentes tipos de abordagem, isso considerando as particularidades da pele e do pelo, e assim dos equipamentos que podem ser utilizados na realização do procedimento.

Veja quais são os principais equipamentos a serem utilizados:

Soprano XL

O laser soprano XL, possui ondas de 810 nanômetros, sendo mais dolorido. Sendo necessárias mais sessões para alcançar um resultado satisfatório.

O feixe de luz deve ser disparado múltiplas vezes em uma área maior e com menos energia.

A depilação a laser por esse equipamento pode ser feita em todos os tipos de pele, contudo, exige mais sessões do que os demais para que todas as fases de crescimento dos pelos sejam atingidas.

A aplicação feita com feixe de luz é extremamente concentrada, podendo a raiz do pelo ser neutralizada em questões de segundos, fazendo com que os fios parem de crescer.

SoftLight: ND-Yag

É o tipo de laser para depilação com o maior tamanho de onda, com 1064 nm (nanômetros).

Considerando essa característica, é a tecnologia mais indicada no tratamento de peles morenas, com pelos escuros e peles negras. Além do tamanho da onda, o fato do feixe ser disparado com baixa afinidade com a melanina e a sua alta capacidade de penetração também colaboram com essa indicação.

Por ser um laser de baixa intensidade pode ser usado em várias regiões do corpo e rosto, e em peles sensíveis, atingindo alvos profundos ou o tecido adiposo abaixo da pele.

Pomadas anestésicas podem diminuir o desconforto em meio ao procedimento.

Considerando a primeira sessão, os pelos tendem a levar cerca de 10 a 15 dias para cair.

Mesmo podendo ser indicado tanto em peles claras quanto mais escuras, o ND-Yag, não é a recomendação em pessoas de pelo muito claro, uma vez que sua ação causa muita dor e não é muito eficaz.

Alexandrite

O laser alexandrite possui ondas de 755 nanômetros e seu feixe é atraído diretamente pela melanina.

Contudo, vale ressaltar que o uso desse tipo de laser aumenta o risco de queimadura, principalmente em pessoas com a pele bronzeada.

Levando em consideração as suas características, o laser Alexandrite é mais indicado para pessoas com peles claras e pelos claros, atendendo entre os fototipos I e IV.

O feixe de laser desse equipamento busca a melanina para fazer a realização dos disparos, possibilitando uma penetração profunda até a derme média.

A maior parte dos equipamentos de Alexandrite contam com um resfriamento na ponta do aparelho para gelar a área a ser depilada, melhorando a experiência do tratamento.

A remoção de fios finos pode ser feita em qualquer parte do ano de forma simples e sem desconforto pelo Alexandrite, que funciona pela conversão do laser em energia térmica, fazendo com que os folículos e as células da pele sejam duplamente dissolvidos depois da conclusão do tratamento.

Diodo

Por fim, o laser de diodo é considerado mais tecnológico e seguro que o Alexandrite, sendo capaz de penetrar o folículo de forma mais profunda, podendo ser usado em peles mais morenas e negras.

A tecnologia do laser de diodo é intermediária entre os demais tipos, possuindo uma onda de 810 nm (nanômetros).

O feixe do equipamento é de luz pura, concentrada e intensa, atendendo a um maior espectro de tons de pele, fazendo que não haja risco de queimadura ou manchas.

Também possui uma tecnologia de resfriamento que protege a derme, fazendo com que o procedimento seja praticamente indolor.

Quanto custa a depilação a laser?

O preço da depilação a laser pode variar de acordo quanto ao tipo de abordagem, número de sessões, quanto a região em que será realizado o tratamento, profissional, a clínica escolhida e sua localização.

Um destaque da depilação a laser é justamente o seu custo-benefício, já que se trata de um investimento a longo prazo.

Além de o paciente não precisar se preocupar em se depilar por um bom tempo, é possível perceber outros benefícios, como o clareamento da pele e o estímulo da produção de colágeno, melhorando as condições da pele.

Aqui na Hamonir, você pode encontrar sessões de depilação a laser com valores acessíveis e que cabem no seu bolso.

Depilação a Laser – Abdômen: Em 12x de R$52,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Antebraço: Em 12x de R$52,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Auréola: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Axilas: Em 12x de R$52,50 sem juros no Cartão

Depilação a laser – Barba: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Braço: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Buço: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Costas: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Coxa: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Glúteos: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Linha Alba: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Meia Perna: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Nuca: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Orelha: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Peitoral: Em 12x de R$52,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Perianal: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Perna inteira: Em 12x de R$157,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Pés: Em 12x de R$5,00 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Pescoço: Em 12x de R$52,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Queixo: Em 12x de R$35,00 sem juros no Cartão

Depilação a laser – Rosto feminino: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Depilação a Laser – Virilha: Em 12x de R$87,50 sem juros no Cartão

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso! A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

2 Responses

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *