corrente aussie

Corrente Aussie: como funciona, benefícios e quanto custa

Você conhece ou já ouviu falar da corrente Aussie? Escondida atrás do procedimento de corrente russa, a corrente aussie, também é um procedimento estético capaz de proporcionar uma série de benefícios para a aparência e assim a autoestima do paciente.

Veja aqui como a técnica funciona, quais são as sua indicações, seus benefícios, contraindicações e quanto custa:

O que é Corrente Aussie?

A corrente aussie, também chamada de corrente australiana por conta de seu país de origem, é uma das correntes elétricas mais modernas utilizadas por sessões de fisioterapia, e uma das mais recentes, sendo criada pelo professor australiano, Alex Ward em 2007, em Melbourne, na Austrália.

Esse tratamento de estética corporal por eletroterapia tem como as suas principais indicações o tratamento da flacidez e o fortalecimento muscular e é realizado em áreas específicas do corpo como coxas, glúteos, braços e abdômen.

O estímulo elétrico utilizado é capaz de proporcionar uma série de benefícios, como o tratamento da flacidez da pele, melhora do tônus muscular, ajuda na melhora da circulação sanguínea e linfática, além de atuar na oxigenação, sendo uma das alternativas ao tratamento da celulite. Vale ressaltar que inicialmente a corrente aussie foi utilizada para fins terapêuticos.

Como funciona a Corrente Aussie?

Assim como na corrente russa, a corrente aussie se inicia com a passagem de um gel neutro sobre o local para que se facilite a condutividade da corrente. Assim, para que sejam alcançados os seus benefícios, a corrente aussie é aplicada no local a ser tratado.

Dessa forma, são utilizados eletrodos condutores de borracha de silicone em meio a sessão. Os eletrodos são presos com uma cinta elástica para melhorar a sua fixação, atuando excitando os nervos, causando contrações musculares.

Uma vez que o seu estudo considerou as diferenças entre “on-time e off-time”, a técnica é mais eficiente para a estimulação muscular, sendo mais confortável com base nas evidências. Esse tipo de abordagem é capaz de determinar com exatidão a frequência capaz de atingir resultados satisfatórios ao paciente, sem causar desconforto ao paciente.

Por conseguinte, a corrente aussie é considerada a corrente elétrica mais confortável da fisioterapia para a estimulação nervosa e sensorial, levando em conta o seu efeito de analgesia (perda ou ausência de sensibilidade à dor).

corrente aussie para que serve

Corrente aussie para que serve?

Antes de se submeter a corrente aussie, é importante entender quais são as suas indicações:

  • Fortalecimento muscular;
  • Modular dor aguda e crônica;
  • Redução da fadiga muscular;
  • Tonificação dos músculos;
  • Redução da inflamação e controle;
  • Redução da fadiga muscular;
  • Prevenção de lesões;
  • Relaxamento muscular;
  • Aumento da circulação sanguínea;
  • Tratamento da flacidez;
  • Tratamento da gordura localizada;
  • Redução de medidas;
  • Tratamento da celulite.

Além desses benefícios, a corrente aussie é muito comum em atletas, já que é responsável por prevenir e postergar a atrofia muscular por desuso. Na estética, a corrente aussie tende a ser muito utilizada para o efeito de drenagem linfática e combate a flacidez, sendo indicada a pacientes com fraqueza na musculatura e atrofia muscular.

A corrente aussie também é uma prática bem-vinda no protocolo de evolução de pacientes de pós-operatório, até a sua total recuperação.

Estima-se que apenas 10 minutos de sessão de corrente aussie sobre o abdômen equivale a 400 abdominais feitas de forma correta. Assim, com o uso da corrente, há um recrutamento de cerca de 40% a mais de fibras musculares do que em um exercício comum. Por fim, o procedimento é a indicação para quem quer um corpo durinho, livre de sinais de flacidez e papas.

Quantas sessões são necessárias para se obter o resultado?

A duração da aplicação da corrente tende a ser de 20 e 30 minutos, já que o paciente não é capaz de suportar mais tempo na sessão. Contudo, contando com a preparação, a sessão em si pode durar até uns 40 minutos.

Para que se alcance resultados satisfatórios, o ideal é que sejam feitas de 10 a 15 sessões, com uma prioridade de duas ou três vezes na semana. Quanto a manutenção, pode ser feita uma vez por mês. A manutenção pode ser necessária por uma vez no mês.

Após a aplicação no paciente, os efeitos da corrente tendem a durar algumas semanas, aumentando o volume muscular nas áreas tratadas.

Corrente Aussie e Corrente Russa, qual a diferença?

Ao contrário do que pode parecer, a corrente aussie e a corrente russa possuem as suas particularidades, mesmo que ambas sejam correntes alternadas e de média frequência.

A diferença das duas técnicas está no fato de que a corrente aussie possui burst (ciclos de milissegundos on e milissegundos off) de curta duração, o que permite que a corrente aussie seja mais eficiente do que as demais correntes elétricas terapêuticas.

Assim, a diferença está na frequência portadora da corrente de kHz a qual se faz uso, duração dos bursts e a forma da onda.

Contudo, pesquisas científicas recentes apontam que os parâmetros terapêuticos adotados pela corrente aussie amenizam a fadiga muscular e os incômodos resultantes da estimulação, fazendo com que ela também seja mais confortável do que a corrente russa.

corrente aussie antes e depois

Corrente Aussie antes e depois, quais são os cuidados?

Assim como demais procedimentos estéticos, a sessão de corrente aussie requer cuidados antes e depois de sua realização.

Antes do tratamento é importante que o paciente evite fazer musculação nas áreas a serem tratadas um dia antes da sessão, evitando estado de fadiga muscular.

Em meio a técnica, o terapeuta deverá se preocupar com a limpeza da região com sabão suave e água, havendo a remoção da oleosidade, fragmentos da pele, e assim da resistência à passagem da corrente elétrica.

Já após a realização do tratamento, não há nenhuma necessidade especial, podendo o paciente recorrer normalmente a seus afazeres e atividades cotidianas.

Contudo, é importante aliar a prática com a adoção de bons hábitos, com a prática de atividade física regular e uma dieta alimentar balanceada. É por meio de boas práticas que se é possível manter e potencializar os resultados adquiridos pela corrente.

Após a sessão, a realização de um procedimento de drenagem linfática também é bem-vinda, ajudando o paciente a relaxar, atuando na melhora do fluxo sanguíneo e também do resultado do tratamento da celulite.

Contraindicações?

Confira as contraindicações da corrente aussie:

  • Problemas de marca-passo;
  • Cardíacos;
  • Hipertensão descontrolada;
  • Problemas renais;
  • Hipertensão ou hipotensão não controlada;
  • Varizes calibrosas;
  • Trombose venosa profunda;
  • Dor sem etiologia;
  • Gestantes – já que não existem estudos científicos que confirmem a segurança do tratamento nesse caso.

A corrente aussie compartilha dessas contraindicações com demais tipos de corrente elétrica na fisioterapia ou estética.

Considere ainda os locais que não podem receber esse procedimento, tais como a calota craniana e o seio carotídeo.

Outra contraindicação envolvendo o tratamento é a sua associação a equipamentos como ECG, alarmes e monitores cardíacos.

Quanto custa cada sessão de corrente aussie?

O valor do procedimento de corrente aussie vai variar de acordo com a área e o profissional responsável pela sessão.

Em média, o valor da sessão tende a ir de R$30 (trinta reais) a R$45 (quarenta e cinco reais).

Na clínica de estética Hamonir, você tem acesso ao melhor da Harmonização, Estética e Depilação por preços acessíveis e que cabem no seu bolso!

A equipe da Hamonir é formada por profissionais capacitados e que estão determinados em aumentar a sua autoestima com fidelidade aos seus sonhos!

Agende já a sua Avaliação Gratuita e nós entraremos em contato com você!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *